Fatos negativos são uma realidade incontornável. A retórica do Jair é poBRema. Mas quem não torce contra o Brasil encontra, sem maiores esforços, motivos de otimismo com os rumos nacionais, conforme indica esta edição do podcast centrado e com norte. Não deixe de perder!

Depois de inventar o fogo, a humanidade está há zilhões de anos usufruindo da descoberta. As novas invenções humanas são mais voláteis. Hoje tenho dó especialmente de nossos pais, mães e amigos, que diariamente apanham – a cada passo –  das novas tecnologias. Sinto dó até de mim mesmo, pois em termos digitais me vejo similar àquele semianalfabeto incapaz de ler e compreender um texto simples. 

Impossível passar mais de 24 horas sem levar um couro do celular, do computador, do aplicativo ou da impressora, esta geringonça ingrata que às vezes parece menos eficiente do que o registro dos desenhos do homo sapiens das cavernas. E quando a gente enfim consegue controlar um dispositivo, ele já está obsoleto e prestes a ser substituído por outro modus operandi. 

Maaaravilha, Albertô! Por essas e outras, além de modernoso e cabuloso, o planeta está desconcertado pra burro.

Na edição 32 do podcast centrado e com norte, o telespectador e pedestre viaja de bonde para divagar sobre a abrangência da precariedade humana que não distingue em nada os bilhões de passageiros a bordo desta bolinha flutuante que se convencionou chamar de Planeta Terra. Não deixe de perder!

Na edição 31 do podcast que enxerga a política de longe, “dilma” distância segura, a Reforma do Legislativo dos sonhos, com a abolição do machismo para-lamentar e a mudança do Congresso Nacional de Brasília para a Avenida Paulista. Não deixe de perder! 

Na edição 30 do pensamento político do telespectador e pedestre, a cortesia da Suprema Corte, o fundo do poço eleitoral e a necessidade de ocupar a Brasília, impedindo o parasitismo burrocrático de engatar nela uma marcha a ré desastrosa. Não deixe de perder! 

Nesta reflexão do telespectador e pedestre, a importância da Reforma Tributária e das privatizações na configuração de um Estado centrado e com norte. Saiba por que uma empresa que funciona como privada mas é pública (no papel) torna-se (na prática) uma privada pública!

No vigésimo-oitavo capítulo do podcast do telespectador e pedestre, uma singela análise dos 8 meses de gestação do Jair e uma breve homenagem ao padrão FODERJ de jornalismo.

Ama-zonas? No episódio 27 do podcast centrado e com norte, acionamos um extintor sobre as chamas que incendeiam o debate ambiental enquanto engajamento a nível de chilique.

No episódio 26 do podcast centrado e com norte, uma viagem especulativa sobre certezas duvidosas ou dúvidas certeiras e unanimidades burras ou discórdias inteligentes. Não deixe de perder!

No vigésimo-quinto Beijo no Cérebro, uma reflexão gratuita sobre verdades absolutas ou ocultas e mentiras plantadas capazes de envenenar seu juízo em temas ecológicos. Não deixe de perder!