No capítulo 51 do podcast centrado e com norte, baseado em artigo do jornalista JR Guzzo, uma especulação ardilosa sobre a comunicação que deveria (quiçá) orientar atores e atrizes que não são 8 e nem 80 na cena política nacional da nação, tendo em vista os pleitos municipais dos municípios em 2020 D.C..

Na edição número 50 do pensamento insuspeito do telespectador e pedestre, deixamos de lado a problemática e focamos na solucionática, em busca de uma receita para aprimorar a saúde pública nesta grande zona eleitoral.

Na edição 49 do podcast centrado e com norte, agora também em vídeo, o telespectador e pedestre avalia recentes desventuras do Capitão Messias e o antagonismo cênico entre duas faces da mesma moeda de troca

Na edição 48 das reflexões do telespectador e pedestre, os pontos elementares da já lendária Reforma Política que podem e devem revigorar a democracia no Clube de Campo Brasil.  

Imbuído do desafio de conscientizar nosso povo inteligente pra burro no enfrentamento da tragicomédia do Coronavídeo, o telespectador e pedestre centrado e com norte faz jus ao diploma da FODERJ em uma matéria informativa e esclarecedora. 

Na quadragésima-sexta edição do podcast que vê a política de fora, com irreverência e sem as amarras da mídia ordinária, em nome da grande maioria afônica, o telespectador e pedestre explica o fla-flu do jogo político no Clube de Campo Brasil, em que todos sempre saem perdendo. 

Na edição 45 do podcast que enxerga a política de fora da política, um relato luminoso sobre a comunicação do Palhaço do Planalto. Não deixe de perder!

Na edição 44 do podcast centrado e com norte, o telespectador e pedestre expõe uma sonora visão sobre a pandemia desgramada que viralizou também na internet.  

Na quadragésima-terceira crônica do único podcast político produzido em preto no branco, o telespectador e pedestre disseca a fábula do Pinguim que encontrou o Messias. Não deixe de perder!

No episódio 42 do podcast centrado e com norte, o telespectador e pedestre defende as mudanças constitucionais inadiáveis neste imenso casarão com telhado de vidro e afirma que as reformas não fazem barulho, o que faz barulho são as pedras no caminho das reformas.